quinta-feira, 29 de julho de 2010

Como preparar o corpo para uma gravidez sadia e tranquila

GravidezHoje cedo estava lendo jornal e vi essa reportagem e achei legal trazê-la aqui pro blog, ainda mais porque estou com várias amigas tentantes e gravidinhas. E fora que se tudo der certo, ano que vem será o meu ano de procriar cabeçudinhos. É bem parecido com outro post que coloquei aqui.

Obstetra ensina como preparar o corpo para uma gravidez sadia e tranquila   

RIO - Cada vez mais estudos comprovam que preparar o corpo antes de tentar engravidar pode aumentar as chances da concepção e protege  o bebê de uma série de doenças. Além de ficar longe do cigarro e das drogas, o obstetra Luiz Fernando Dale afirma que as mulheres que estão querendo ter um filho devem passar a comer bem, praticar exercícios físicos e cuidar bem dos dentes.

- Ao parar o método anticoncepcional, a fertilidade natural ocorrerá em 30% a 40% dos ciclos. Isto significa que você provavelmente não vai engravidar na primeira tentativa. É preciso ter paciência, já que em 85% dos casais uma gestação ocorrerá.  Uma mulher saudável, com menos de 36 anos, pode tentar engravidar por um ano sem ajuda médica  - afirma Dale.

Os 12 passos que levam a uma gravidez tranquila:

1) Procure seu médico: Vá ao ginecologista fazer uma avaliação de rotina (preventivo, exame de mama, exame ginecológico e exames de imagem, se necessário). Ao avisar dos planos de gravidez, o médico vai pedir um exame de sangue. É importante falar para ele se você tem diabetes, hipertensão, epilepsia, depressão ou outras doenças crônicas para que ele adapte as medicações usadas. Algumas medicações são seguras, outras podem trazer riscos ao bebê. Não esqueça que substâncias naturais também podem oferecer riscos. Não esconda do médico as doenças, incluindo as sexualmente transmissíveis, que você e seu marido já tiveram. Certifique-se que suas vacinas estão em dia, e só recorra a vacinação com conselho médico.

2) Tome ácido fólico: Inicie a suplementação de 2 a 3 meses antes de engravidar e durante a gestação tome uma dose de acido fólico de 5 mg por dia. A vitamina irá diminuir em dois terços a chance de alterações do fechamento do tubo nervoso do bebê.

3) Controle seu peso: O sobrepeso pode levar a um aumento dos casos de diabete gestacional e hipertensão. O final da gravidez das mulheres mais gordinhas pode ser mais difícil e a incidência de cesarianas é maior. Ao final de uma gestação, a mulher deverá ter engordado em torno de 9 a 10 kg, que correspondem ao peso do bebê, água, placenta e edema. Tudo que for a mais significa gordura, o que trará uma dificuldade de perda na fase pós parto. Por isso, é importante estar em forma antes da gravidez.

4) Não exagere no álcool e fique de olho no prato: Para Dale, é preciso ter bom senso, já que o excesso ou a falta de nutrientes pode prejudicar o bebê. 

-  O álcool, sendo uma taça ou outra de vinho não faz mal, lembremos que os europeus tem o vinho na dieta habitual. Um mito atual é que a grávida não deve comer comida japonesa. Mesma coisa, no Japão as gestações são alteradas? A história de que grávida não dever comer alimentos crus é verdade para carne crua ou mal passada, mas não para peixe cru.

Ele lembra que bebidas alcoólicas em excesso podem levar a baixo peso do bebê ao nascer, e também causar defeitos cardíacos, alterações no crescimento fetal intraútero e interferir até com o desenvolvimento cerebral. Quem come salada na rua deve optar por bons restaurantes, que lavam os vegetais com critério e onde os empregados usam luvas e gorro.

- Não existem alimentos que melhoram a fertilidade, a saúde é que melhora a fertilidade. Um corpo saudável é que é mais fértil.

5) Não use drogas:  Drogas ilegais são prejudiciais para a grávida e para o bebê. Eles podem nascer com síndrome de abstinência e ter uma maior dificuldade de relacionamento e de aprendizado. A maconha está ligada a baixo peso do bebê ao nascer. A mulher que quiser engravidar deve abandonar as drogas por completo, antes, durante e depois.

6) Evite a cafeína: Procure ingerir menos café diariamente. Um café expresso ou 3 xícaras de café comum ao dia não trazem problemas.

7) Pare de fumar: Fumar eleva o risco de bebês de baixo peso ao nascimento, parto prematuro, complicações na gravidez, e síndrome de morte súbita do bebê. Atenção porque até fumantes passivos correm os mesmos riscos.

Parar de fumar também pode facilitar a capacidade de engravidar. Existem evidências hoje de que o fumo diminui a fertilidade masculina, então se você é parceira de um fumante, peça para ele parar de fumar. Se for necessário, peça ajuda ao médico.

8) Entre em forma: Exercícios regulares ajudam a perder peso, melhoram o humor e reduzem o estresse. Para Dale, trinta minutos 3 vezes por semana é o ideal. Natação, ioga e caminhada são excelentes exercícios para depois que a mulher estiver grávida. Fazer exercícios nos três primeiros meses de gestação não traz problemas. No caso de cólicas ou sangramentos, o repouso deve ser observado.

9) Privilegie a alimentação saudável: Alimente-se bem, dando preferência a frutas, vegetais, grãos, proteínas. Evite gordura, fritura e açúcar. Não existem relatos comprovados que os adoçantes façam mal, mas procure utilizar o Sucralose, que é um derivado do açúcar. Stevia e frutose também são opções. Se tiver dúvidas, procure uma nutricionista para orientação.

10) Evite substâncias tóxicas: A pele, o aparelho digestivo e o respiratório podem absorver substâncias tóxicas do meio ambiente. Evite alimentos artificiais (batatas chips, conservantes etc.), cremes de pele (ácidos), tinturas de cabelo e medicamentos sem indicação médica. Não omita para o médico os produtos que você usa no dia a dia.  Tirando os alimentos artificiais, não há nenhuma contraindicação de tipos de comida. Se estiver fazendo algum tratamento estético o médico tem que saber, para orientar qual deverá ser interrompido se a mulher engravidar.

11) Cuide dos dentes: Vá ao dentista para uma limpeza periodontal  antes de engravidar. A doença periodontal pode levar ao aborto ou ao parto prematuro. Se o tratamento na gestação for necessário, é proibido usar raios-X. A anestesia sem adrenalina está liberada. 

12) Tente cultivar o bem-estar emocional: Quem está tentando engravidar e não está conseguindo passa por um momento de grande estresse. Dale afirma que estas alterações não aumentam taxas de aborto nem dificultam a concepção, mas podem prejudicar a vida conjugal. Por isso, se você está bem orientada, tente administrar a frustração e ansiedade.

Fonte: O Globo

sexta-feira, 11 de junho de 2010

A Copa do Mundo é Nossa!

Será? Sei não… Não tenho acompanhado muito a seleção do Brasil, mas não sei, estou sem fé nenhuma de que o Brasil vá ganhar. Espero estar errada. Segundo o povo que foi na Ana Maria, o Brasil se dará bem. Veremos…

Das copas anteriores tenho poucas recordações. Por que será? Lembro que em 1994 fui para a praia com a galera, rolou trio elétrico e tudo mais. A de 1998, não faço idéia! A de 2002, muito menos. A de 2006, a mais recente, lembro que fui pra bares com os amigos ver os jogos. Nada tão animado. Se me perguntarem “o que achou?”, não sei responder. Não lembro de nada. Estranho né?! Seria o teor alcoólico a falta de interesse em futebol?

South Africa 2010 FIFA World Cup

Esse ano, não menos animada, nem me toquei de que a Copa está aí, na nossa cara, na TV, rolando com tudo lá na África.

Ontem, cheguei em casa e marido tinha deixado gravando na Sky (só pra isso que vale a pena pagar tão caro por TV por assinatura). Comecei a assistir animadíssima e eis que com menos de 20 minutos de apresentação, eu já estava com vontade de ver Passione (mesmo ela sendo uma novelinha muito bundalelê). Vi o primeiro vídeo e achei o máximo! Mas os cantores… Quando chegou o Black Eyed Peas… Aff! O que era a Fergie cantando? Fiquei me sentindo mal por ela… Fazendo papelão mundialmente. Muita caída. Esperei I Gotta Feeling e parti pra Passione, que mesmo ruim, estava muito melhor do que a abertura da Copa do Mundo. Amanhã, com calma e paciência, darei uma nova chance e verei de novo.

Aqui na empresa o esquema é: “vocês são Plebe e terão que pagar por todas as horas dispensadas assistindo o jogo do Brasil”. Mais ou menos por aí. Não posso exigir tanto né?! Empresa multinacional… Deve ter uma puta raiva do Brasil (leia-se: Brasil Futebol) #fato Só quero ver como será em 2014…

Copa do Mundo Brasil 2014

Assim fica bem difícil animar né?! Vamos ver como estarei na próxima terça…

-- Como será que está sendo o esquema nas estatais, na Petrobrás, etc? Fiquei curiosa agora. Será que lá eles também estão desestimulando seus funcionários como torcedores do Brasil? Vou procurar saber… --

quinta-feira, 10 de junho de 2010

De Cara estou com 30

Pele linda

Sim, minha pele do rosto está denunciando a minha idade e isso está me deixando deveras triste. Manchinhas de sol, rugas na área dos olhos teimando em se formar e uma oleosidade gritante que só surgiu depois que interrompi o anticoncepcional. -- Não, eu não estou tentando engravidar. Parei desde Jan/08, por conta de problemas hormonais. – A verdade nua e crua é que me olho no espelho e vejo que o 30 está na minha cara! Que chegou com força total.

Ano passado, o ano do pré-30, fiz um super tratamento dermatológico e a minha pele ficou magnífica! Clarinha, sem espinhas, cravos e afins. E quase nada de ruga! A parte chata eram os 427 cremes que tinha que usar: o ácido que deixava neurótica com sol, o protetor solar FPS100 (!!!) que deixava meu rosto mega melequento e pesado, etc. De rosto lavado, minha pele estava linda. Mas de que adiantava se eu tinha que viver de protetor e com a pele toda melecada? Servia só pra night, que a pele ficava radiante. Ah! Tomei umas cápsulas manipuladas também que fizeram muito bem à pele, às unhas e ao cabelo. E fiz um peeling maravilhoso antes do niver dos 30. A pele ficou ainda mais linda!

Mas em dezembro, Natal, Reveillon, sol, praia, verão, o tratamento foi interrompido. Ou melhor, abandonado! De lá pra cá, nem o protetor eu estava usando mais.

Ai dei uma pequena surtada quando ouvi de uma pessoa assim: “Esse ano você não vai fazer aquele tratamento legal no dermatologista? Sua pele ESTAVA tão legal…” #morri

Pensei, pensei e pensei e resolvi comprar cosméticos prontos, de uma marca boa e que atendesse o que achava que poderia ser o que eu precisava. Minha dermatologista ficou longe pra mim e a preguiça tem imperado. Olhei La Roche-Posay, Vichy e outras marcas. No site da Vichy tinha um teste, resolvi fazer e gostei das sugestões.

Me aventurei e comprei:

Gel de Limpeza Profunda Normaderm

Tônico Hidroaperfeiçoante Purete Thermale

Água Thermal Vichy LIFTACTIV RETINOL HA FPS18 

O Gel de Limpeza é tudo de bom! Já vejo minha pele bem mais limpa com bem menos oleosidade. Uso de manhã e de noite antes de dormir, no banho.

O Tônico é ótimo também. Dá pra ver os poros mais fechadinhos. Uso de manhã e de noite antes de dormir, depois que saio do banho.

A Água Thermal é tudo! A pele fica maravilhosa! Tenho usado durante o dia, normalmente depois do almoço e antes de ir embora do trabalho, que são os 2 momentos que lavo o rosto na empresa.

Esses três eu comprei primeiro, na segunda-feira. E usei dessa forma ai de cima.

Ontem, comprei o Liftactiv e mesmo sendo um creme para dia, usei a noite para ver se minha pele ia ficar oleosa. Sim, ficou. Mesmo sendo indicado para todos os tipos de pele, e segundo o Twitter da Vichy, este é o substituto do Myokine, que foi o que o teste do site indicou e eu não encontrei em lugar nenhum. A moça da farmácia também disse a mesma coisa. Então, teoricamente, atende bem minha pele  mista. Mas que eu achei oleosa, achei.

Hoje pela manhã, o ritual foi: gel de limpeza, tônico e o Liftactiv. Até agora está dando para aturar o pouco de oleosidade causado pelo Liftactiv. Depois do almoço, estou na dúvida se lavo e uso só a água thermal ou reaplico o liftactiv. Será que o Twitter da Vichy pode me ajudar? Vou tentar tirar essa dúvida lá.

Depois vou tirar uma foto de cara limpa para comparar, visto que “em somente 8 semanas de uso” verei toda a diferença! (E verei que não joguei dinheiro fora, se Deus quiser!)

segunda-feira, 29 de março de 2010

Os melhores alimentos para combater a tensão pré-menstrual

“Mulher TPM. Sou eu. Muito prazer.”: essa foi a frase que coloquei hoje mais cedo no Twitter.

Impressionante como depois de velha (sim, me sinto velha com 30 anos rs), descobri o que é a TPM. A menstruação é precedida de um mal humor que nem eu me aturo, uma cansaço que parece que estou doente de tão cansada, uma irritabilidade mais que o normal. Hoje seja, fico ainda mais insuportável do que o normal.

O “durante” é uma mistura de dor de cabeça, enjôo, cólicas, dores no corpo e vontade de ficar na cama, debaixo do cobertor, dormindo. No primeiro dia, não sou ninguém. Tem dias que não consigo vir trabalhar, ou continuar no trabalho. Preciso da minha cama.

Há uns 2 anos, com Yasmin imperando, o máximo que sentia era uma dorzinha de cabeça e muita dor nas pernas. E só. O mau humor que já é normal eu não reparava se tinha ou não. Há uns 10 anos, antes das drogas, digo anticoncepcionais, eu não tinha nada, nadica de nada. Nem cólica, nem dor de cabeça, nem nada. Saudade dos 20 anos…

Saudosismo à parte… Abri no O Globo e dei de cara com a matéria abaixo. Foi feita pra mim! Já anotei algumas dicas e amanhã já vou tomar uma vitamina de leite, linhaça, aveia e banana de manhã e a noite um chazinho de camomila para acalmar os ânimos.

Pequenas mudanças na dieta podem melhorar muito os sintomas da tensão pré-menstrual (TPM), afirmam pesquisadores da Universidade do Massachusetts, nos Estados Unidos. A dor de cabeça, o inchaço, a irritabilidade e o cansaço atrapalham a vida de quase todas as mulheres em idade fértil, mas podem ser especialmente ruins para 20% delas. Todas podem se beneficiar de uma dieta mais natural, sem tantos alimentos processados e rica em cálcio e vitamina D. O ideal é cuidar da alimentação diariamente. Se isto é impossível, que tal dar uma reforçada no prato nas duas semanas que antecedem a menstruação? Confira a lista do que não deve ficar de fora do cardápio:

Latícinios, soja, sardinha e espinafre - Vários estudos ligam a deficiência de cálcio e mulheres que sofrem de TPM severa. Uma pesquisa turca mostrou que adolescentes que tomavam um copo de leite diariamente tinham menos cólicas, retenção de líquidos e compulsão alimentar. Quem tem intolerância à lactose deve investir no espinafre e outras folhas escuras e na sardinha, ou optar por suplementos.

Batata, camarão, suco de ameixa, peru, banana -Se a tristeza e a depressão são seus maiores problemas, aposte nestea alimentos. Eles são ricos em vitamina B6, um nutriente que a maioria das mulheres tem deficiência. Como doses altas da vitamina podem causar intoxicação, não tome suplementos sem orientação médica.

Abacaxi, germe de trigo, espinafre, sementes de abóbora, aveia e berries - Riquíssimos em manganês, estes alimentos ajudam a diminuir a irritação, a depressão e a ansiedade comuns da fase. O ideal é combinar o nutriente com o cálcio, já que um ajuda o organismo a aproveitar o outro.

Linhaça - As sementes são ricas em ômega-3, um ácido graxo que diminui a inflamação no organismo. A ingestão regular da farinha de linhaça, ou de pães e bolos feitos com o ingrediente, é uma ótima arma contra a dor. A linhaça também contêm uma substância chamada lignana, que modula o estrogênio e ajuda a a regular o ciclo menstrual.

Arroz integral, amaranto, feijão, amendoim, pão integral, castanha de caju e quinua - Estes alimentos são ricos em magnésio, um nutriente que ajuda a regular o humor e melhora retenção hídrica. Estudos indicam que o magnésio ajuda a regular a produção de serotonina, neurotransmissor que equilibra a sensação de bem-estar.

Chá de camomila - Todo chá cai bem, mas o de camomila é especialmente eficaz porque diminui os espasmos musculares. É ótimo para mulheres com cólica, dores no corpo ou fadiga. Experimente também se você costuma ficar muito irritada nesta fase. As melhores horas para consumi-lo são entre as refeições ou antes de dormir.

Evite:

Sal, salgadinhos e congelados - O sal e o sódio aumentam a retenção de líquidos e as dores de cabeça. Tente ingerir no máximo uma grama (ou uma colher de café) do tempero por dia.

Álcool -As bebidas alcoolicas podem aumentar a sensibilidade e piorar a dor, principalmente nos seios. O alcool também pode causar hipoglicemia (uma queda do açúcar no sangue) e aumentar a vontade de comer doces e alimentos gordurosos. Se for impossível não beber, evite passar da segunda taça.

Cafeína - O refrigerante, o mate e o café podem dar um alívio momentâneo, mas depois pioram a dor e a irritabilidade. O ideal é evitar estas bebidas por completo, mas se só de pensar em não tomá-las aumenta a ansiedade, melhor limitar a ingestão. Uma ou duas xícaras de café ou copos de refrigerante são o suficiente.

Gorduras saturadas - Alguns estudos relacionam a alta ingestão de gorduras e dores nos seios. Evite os molhos gordurosos, as carnes pesadas, frituras e doces cremosos.

(Fonte: O Globo)

A sessão Mulher do O Globo tem sempre uma reportagem legal. Vale a pena dar uma espiada de vez em quando. Fica a dica.